sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Quero ser o teu amigo.
Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, transmitir-lhe paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
Por isso é preciso paciência e vale a pena ter.
Pois apesar da distância ou dificuldade,
Restará no coração apenas a verdadeira amizade

Fernando Pessoa

3 comentários:

Narcisa disse...

Apareci. E deixo. O beijo.

Papillon disse...

sim é bonito ser-se amigo!! beijinhos de boa semana :)

Rafaella disse...

Esse poema diz tudo. :)