quarta-feira, 10 de setembro de 2008



"A maneira de praticar a arte do Kaizen é esforçando-te ao máximo todos os dias.
Empenha-te em aperfeiçoar a tua mente e o teu corpo.
Alimenta o teu espírito.
Faz as coisas que temes.
Começa a viver com energia desenfreada e entusiasmo sem fim.
Vê o so,nascer.
Dança à chuva.
Sê a pessoa que sonhas ser.
Faz as coisas que sempre quiseste fazer, mas que não fazias, pensando que eras demasiado novo, demasiado velho, demasiado rico ou demasiado pobre.
Prepara-te para viver uma vida plenamente desperta e sublimada.
No Oriente, dizem que a sorte favorece a mente preparada.
Eu acredito que a vida favorece a mente preparada.
(...)
Identifica as coisas que te estão a reprimir.
Tens medo de falar ou tens problemas com os teus relacionamentos?
Falta-te um atitude positiva ou necessitas de mais energia?
Faz um inventário por escrito das tuas fraquezas.
As pessoas satisfeitas são muito mais atenciosas do que as outras.
Pára para reflectir sobre o que poderá estar a impedir-te de ter a vida que realmente queres e conhece a fundo o que tens.
Depois de teres identificado as tuas fraquezas, o passo seguinte é enfrentá-las e atacar os teus medos.
Se tens medo de falar em público, inscreve-te para fazeres 20 apresentações orais.
Se tens medo de abrir um negócio ou de sair de uma relação frustrante, reúne toda a tua coragem e fá-lo.
Este poderá ser o primeiro gostinho de Liberdade que sentes, desde há muitos anos.
O medo não passa de um monstro mental que criaste, uma corrente de consciência negativa."

in O Monge que vendeu o seu Ferrari

1 comentário:

Carolina Arêas disse...

Que bom que ocê reapareceu!

Um beijo.